João Câmara - Quadro, Arte em Gravura, 10 Litogravuras Originais Assinadas, Dante Alighieri

Código: LJN5ZV559
R$ 5.500,00
até 3x de R$ 1.833,33 sem juros
Comprar Estoque: Disponível
    • 1x de R$ 5.500,00 sem juros
    • 2x de R$ 2.750,00 sem juros
    • 3x de R$ 1.833,33 sem juros
    • 4x de R$ 1.479,29
    • 5x de R$ 1.200,60
    • 6x de R$ 1.014,94
    • 7x de R$ 882,45
    • 8x de R$ 783,17
    • 9x de R$ 706,05
    • 10x de R$ 644,43
    • 11x de R$ 594,09
    • 12x de R$ 552,21
* Este prazo de entrega está considerando a disponibilidade do produto + prazo de entrega.

A OBRA

Portfólio "6 Cantos do Paraiso" de Dante Alighieri, com tradução de Haroldo de Campos, ilustrados com 10 litografias originais assinadas por João Câmara Filho.
A obra vem protegida por um estojo em papelão ultra rígido, e internamente por capa dura do mesmo material protegendo a obra.
As litografias foram desenhadas diretamente na pedra por João Câmara e foram impressas na própria oficina litográfica do artista, sob sua supervisão e tiradas em prensa à braço, tratando-se assim de litografias originais, no sentido ortodoxo do termo.
Editora Fontana Ltda, datada de 1976, a tradução é autografada por Haroldo de Campos na última página impressa. A tiragem foi de somente 100 exemplares, sendo que as litogravuras do presente álbum têm a numeração 6/100. Em bom estado de conservação.

MEDIDAS: a pasta mede 51 x 35 x 4,5 cm

 

O ARTISTA

João Câmara Filho (João Pessoa, Paraíba, 1944). Pintor, gravador, desenhista, artista gráfico, professor e crítico. Estuda pintura no curso livre da Escola de Belas Artes da Universidade Federal de Pernambuco, entre 1960 e 1963. Nesse ano, é eleito presidente da Sociedade de Arte Moderna do Recife - SAMR e cursa xilogravura, sob orientação de Henrique Oswald (1918 - 1965) e Emanoel Araújo (1940), na Escola de Belas Artes de Salvador. Em 1964, funda, com Adão Pinheiro (1938), José Tavares e Guita Charifker (1936), o Ateliê Coletivo da Ribeira e, em 1965, o Ateliê + Dez, ambos em Olinda. Entre 1967 e 1970, leciona pintura na Escola de Belas Artes da Universidade Federal da Paraíba, em João Pessoa. Em 1974, monta um ateliê de litografia, transformado depois na Oficina Guaianases de Gravura, que, a partir de 1995, é incorporada ao Laboratório de Artes Visuais da Universidade Federal de Pernambuco. A partir da década de 1960, a produção de João Câmara caracteriza-se por apresentar, ao lado de figuras humanas com seus corpos estruturados, representações de corpos fragmentados, o que confere um caráter de estranheza aos trabalhos. Na década de 1970, o artista inicia a realização das séries Cenas da Vida Brasileira 1930/1954 (1974-1976) e Dez Casos de Amor e uma Pintura de Câmara (1977-1983). Em 1986, realiza a série O Olho de meu Pai sobre a Cidade, em que faz uma homenagem a seu pai e à cidade do Recife. Em 2001, conclui a série Duas Cidades, que tem como cenário as cidades de Recife e Olinda.

 

Análise

Em 1959, João Câmara começa a pintar paisagens, sob a orientação do pintor José Tavares. Em 1960, ingressa no curso científico do Colégio Nóbrega, no Recife, e no curso livre de pintura da Universidade Federal de Pernambuco - UFPE, que freqüenta até 1963. Estuda com Mário Nunes (1889 - 1982) e Laerte Baldini, entre outros, e, esporadicamente, com Vicente do Rego Monteiro (1899 - 1970). Interessa-se pelo cubismo e pós-cubismo de Pablo Picasso (1881 - 1973) e pelo trabalho de Abelardo da Hora (1924), Francisco Brennand (1927), Lula Cardoso Ayres (1910 - 1987), Reynaldo Fonseca (1925) e Wellington Virgolino (1929 - 1988). Já revela nesse período sua preferência por pintar grandes superfícies, que se desdobram em dípticos, trípticos ou polípticos.

Na década de 1960, sua produção aproxima-se do expressionismo e do fauvismo. Em algumas obras enfoca a violência, e o caráter trágico da composição acentua-se pelo uso de tons escuros que se contrapõem aos vermelhos e azuis fortes, como pode ser observado em Vietonose Perfil III (1966) e Exposição e Motivos da Violência (1967). Em Testemunhal, Reconstituição e Uma Confissão (todas de 1971), aborda a tortura e a opressão humana. O artista, ao voltar-se para o corpo do homem, submete-o a torções e deformações, sem prejuízo de certo erotismo.

Em 1963, faz curso de xilografia, orientado por Henrique Oswald (1918 - 1965) e Emanoel Araújo (1940), na Escola de Belas Artes, em Salvador. No início dos anos 1970, começa a realizar litografias e, com Delano, improvisa um ateliê dessa técnica no Recife, posteriormente transferido para o Mercado da Ribeira, em Olinda. Trabalha a litografia com liberdade, e a utiliza ainda como uma espécie de ensaio para as grandes pinturas. João Câmara realiza muitas séries de pinturas e gravuras, como Cenas da Vida Brasileira 1930/1954 (1974-1980) e Dez Casos de Amor e uma Pintura de Câmara (1977-1980), que inclui montagens e objetos. Em Cenas da Vida Brasileira, não busca reproduzir a veracidade dos acontecimentos políticos do período, mas vincula personagens históricos, como Getúlio Vargas (1882 - 1954), a objetos insólitos e personagens fictícios, criando uma narrativa própria, um passado imaginário, ao qual se mesclam as suas recordações da infância. Já em Dez Casos de Amor e uma Pintura de Câmara, a mulher surge como personagem principal. Nessa série, o artista acrescenta diversos elementos à superfície da tela, como ilhoses, parafusos, couro, tecido e chumbo.

Além dos temas políticos e dos retratos, a temática regionalista torna-se mais constante em sua produção a partir da década de 1980. Na série O Olho de Meu Pai sobre a Cidade (1986), faz uma homenagem ao pai e à cidade do Recife, e começa a realizar, nos anos 1990, a série Duas Cidades, com obras que têm como cenário Recife e Olinda.

Para a estudiosa Almerinda da Silva Lopes, o projeto poético de João Câmara, desde o início de sua atuação profissional, consiste em traduzir, plasticamente, uma visão crítica da sociedade. Sua obra dialoga com a história política brasileira, com a arte e a mitologia. O artista cria dessa forma, em seus trabalhos, metáforas com as quais ironiza o poder e as relações sociais.

 

Fonte:

JOÃO Câmara. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2020. Disponível em: . Acesso em: 10 de Jan. 2020. Verbete da Enciclopédia.

ISBN: 978-85-7979-060-7


 

INFORMAÇÕES IMPORTANTES

CERTIFICADO DE BOA ORIGEM

Para garantir a qualidade e procedência de nossos produtos, os mesmos são adquiridos em galerias, leilões de arte e acervos de colecionadores de nossa inteira confiança. Por isso, todos os nossos produtos são acompanhados por um Certificado de Boa Origem emitido pela galeria Lenach.

Observação: Por se tratar de artes e antiguidades provenientes de leilões, galerias de arte ou coleções particulares, os produtos comercializados pela Lenach são usados e vendidos NE - NO ESTADO. A Lenach se compromete a fornecer informações completas (descrição e imagens), retratando inclusive possíveis imperfeições presentes nas peças. Contudo, poderá haver pequena divergência quanto a cor (principalmente por conta do monitor em que se visualiza a imagem), tamanho e espessura, por exemplo. 

COMPRANDO MAIS DE UMA PEÇA

Quando houver interesse em mais de uma peça e elas tiverem medidas e pesos muito diversos (por exemplo: uma escultura de bronze de 5 kg e um quadro), por questão de segurança recomendamos fortemente que sejam adquiridos individualmente (em compras separadas), sendo embalados e enviados separadamente com uma cobrança de de frete para cada um. 

Em caso de dúvida, não hesite em nos contatar!


 

Veja alguns comentários de clientes sobre suas experiências de compra em nosso eshop no Mercado Livre!

"Vendedor super eficiente!! Produto como descrito e em excelente estado. O vendedor me ajudou quando pedi rapidez na entrega. Excelente! Tania (LOONEYLUNA) - 16/04/19

"Tudo certo, já estou com o produto. Obrigado a todos." João (JOOMACHADO579) - 14/04/19

"Belíssima aquisição. Perfeita atenção e comunicação com o vendedor. Muito obrigado!" Tiago (TIAGOGRANDEZA) - 05/04/19

"Excelente vendedor e produto, honesto, rápido e embalagem perfeita. Recomendadíssimo." Nilo (NFTAVARES) - 27/03/19

"Mercadoria entregue segundo o combinado. o processo saiu de acordo com o combinado. Satisfeito com a aquisição. elogio ao vendedor." Guillherme (GUILLHERMEGREGORIO) - 19/02/19

"Excelentes! O atendimento, o cuidado no embalá-lo e o produto em si. Recomendo!" Ricardo (RGFISHER) - 20/01/19

"O vendedor foi extremamente atencioso e a peça adquirida chegou muito bem embalada em perfeito estado." Thomas (TKOSFELD) - 16/01/19

"Excelente aquisição. Recomendo uma olhada geral no site, que é riquíssimo e com preços muito honestos." Edrisi (ISIUS) - 28/12/18

"Ótima vendedora, atenciosa e atende rapidamente as perguntas. Produto chegou muito rápido. Obrigada pela atenção" Sonia (SONIAVERCESEGARNIER) - 14/12/18

"Excelente! Com certeza comprarei mais peças!!" Camila (CAMILALISTONI) - 20/11/18

 

R$ 5.500,00
até 3x de R$ 1.833,33 sem juros
Comprar Estoque: Disponível
Sobre a loja

Quadros, pinturas, esculturas, gravuras, fotografias e objetos de design e decoração, antigos e contemporâneos, assinados por artistas do Brasil e do exterior.

Pague com
  • PagSeguro
Selos

Lenach - CNPJ: 17.368.712/0001-60 © Todos os direitos reservados. 2020